COC – Centro de Oncologia Campinas

Por que a segurança alimentar é importante para o paciente oncológico?

Durante o tratamento oncológico, nosso organismo pode ficar mais suscetível à invasão de microrganismos, o que pode prejudicar nossa saúde e resposta ao tratamento. Portanto, é essencial nos atentarmos à segurança dos alimentos que consumimos.

 

O que devemos observar durante a compra de alimentos?

Primeiramente, devemos escolher muito bem o local onde realizamos a compra de alimentos. Estes locais devem possuir o selo da Vigilância Sanitária e, além disso, os alimentos devem estar armazenados longe de animais, em local fechado e sem sujidades visíveis.

Ao escolher os alimentos, devemos nos atentar à data de validade do produto e à integridade da embalagem, que não pode estar amassada, furada, rasgada ou estufada. Também é preciso observar se o local de armazenamento está correto.

Os alimentos de origem animal (carnes, peixes, leites, queijos e mel) devem conter o selo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, garantindo que aquele alimento está adequado para o consumo. Leite, mel e seus derivados devem sempre passar pelo processo de pasteurização.

Não devem ser consumidos alimentos de produção local, como galinha e ovo caipiras, leite cru e queijo de leite cru, mel sem pasteurização, peixes pescados em rios ou no mar sem o selo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

Higienização dos alimentos em casa

Ao chegar ao domicílio, antes de iniciar o armazenamento dos alimentos, devemos higienizar as embalagens com água e sabão ou com um pano limpo, utilizando álcool 70%.

Procure guardar primeiro os itens perecíveis (que vão para a geladeira) e depois os alimentos que não são perecíveis.

 

Como fazer a higienização de frutas, verduras e legumes

Alimentos naturais, como frutas, verduras e legumes, apesar de muito recomendados, também podem ser uma fonte de contaminação por bactérias, vírus, protozoários e parasitas, que podem fazer mal à saúde. Por isso, sua higienização deve ser realizada, independentemente se o alimento será cozido posteriormente ou consumido sem casca.

Confira um passo a passo com a forma correta de higienização:

  1. Separe os alimentos a serem higienizados. Retire as partes em processo de decomposição;
  2. Lave-os em água corrente para retirar as sujidades visíveis;
  3. Em uma bacia, dilua em 1 litro de água, 1 colher de sopa de água sanitária (sem alvejante ou cheiro) ou utilize hipoclorito de sódio (seguir orientação do fabricante);
  4. Coloque os alimentos de molho na diluição. É importe que todos fiquem submersos. Caso algum fique boiando, coloque um prato em cima dos alimentos, para que todos fiquem submersos na água clorada;
  5. Deixe de molho por 20 minutos;
  6. Caso sinta necessidade, os alimentos podem ser enxaguados em água filtrada, fervida ou água mineral. Nunca na água corrente;
  7. Depois, escorra a água, seque os alimentos com um guardanapo, pano limpo ou utilize uma centrífuga de alimentos;
  8. Guarde em uma embalagem tampada ou sacos higienizados.

 

Manipulação de alimentos

Ao preparar os alimentos, alguns cuidados devem ser observados:

  • Ao iniciar o preparo dos alimentos, higienize bem as mãos com água e sabão;
  • Limpe o local onde serão manipulados os alimentos com água e sabão, água clorada ou álcool 70%;
  • Exclua os utensílios de madeira ou bambu, pois eles possuem ranhuras e impedem a adequada higienização;
  • Evite cantar, falar, comer, mascar chicletes ou mexer no celular durante a manipulação dos alimentos;
  • Separe utensílios específicos para cada alimento (ex: tábua e faca para as carnes e outra para os vegetais), evitando que os microrganismos de um alimento passem para o outro (contaminação cruzada);
  • Cozinhe bem as carnes, frangos, peixes e ovos;
  • Após o preparo, os alimentos devem ser armazenados em geladeira, até 2 horas após o cozimento. Após esse tempo, o alimento deve ser descartado, visto possibilidade de crescimento de microrganismos.

 

Transporte de refeições

O transporte de refeições prontas para consumo imediato deve ser realizado em recipiente hermeticamente fechado, de material plástico ou de vidro. Utilize bolsa térmica ou caixa de isopor para conservar a temperatura do produto ao redor de 4ºC ou acima de 65ºC. Para melhor conservação da temperatura, acrescente uma bolsa em gel térmica (aquecida ou congelada) ou pedras de gelo. O período para o consumo desses alimentos não pode ultrapassar 2 horas.

Alimentos como frutas, pães sem recheio, bolo simples, torradas e bolachas podem ser transportados em temperatura ambiente, em bolsa ou sacola destinada para o transporte desse alimento.

 

Alimentos que devem ser evitados durante o tratamento oncológico:

  • Frutas, verduras e legumes não higienizados;
  • Leites e derivados produzidos com leite cru (não pasteurizados);
  • Alimentos probióticos (leites fermentados, iogurtes com adição de lactobacillus, kombuchá, kefir, chucrutes etc);
  • Carnes, peixes e ovos mal cozidos ou mal passados;
  • Queijos bolorados ou fungados (queijo brie, gorgonzola, etc.);
  • Ervas como: Aveloz ( Euphoria tirucalli), Folha da Graviola (Annona Muricata) Babosa (Aloe Vera), Erva-de-são-joão ( Hippeicum perforatum), Equinácea (Echinacea pupurea), Cardo
  • Mariano ( Silybum marianum), Ginkgo ( Ginkgo biloba),
  • Evitar consumir alimentos fora do domicílio. Caso necessite, opte por locais confiáveis e consuma apenas alimentos cozidos ou industrializados.

Leia também: A relação entre meio ambiente e oncologia

 

Recomendações para o consumo de alimentos no COC

O Centro de Oncologia Campinas possui espaços destinados para o consumo de alimentos que deve ser feito exclusivamente nesses locais.

O COC possui uma cantina onde o paciente e acompanhante podem comprar alimentos como salgados, bolos, pães, sucos e refeições prontas, entre outros. Mas caso prefira, o paciente pode trazer alimento de sua casa, mas deve observar todas as dicas acima para não correr nenhum risco.

Outras instruções ao consumir alimentos no COC:

  • Evite consumir alimentos que tenham cheiro forte. Alguns pacientes podem estar nauseados e o cheiro pode incomodar;
  • Opte por porções individuais e de consumo facilitado;
  • Procure se alimentar com calma, mastigando bem o alimento;
  • Em casos de alimentação durante a infusão de medicação, utilize a mão sem o acesso venoso, para facilitar a alimentação;
  • Antes de sair de casa, procure se alimentar. Tenha uma refeição completa, rica em carboidratos, proteínas, frutas, verduras ou legumes;
  • Não se esqueça da hidratação;
  • Durante a sessão de quimioterapia, consuma alimentos leves, como barras de cereais de marcas confiáveis, frutas secas, lanches naturais, chips assados de legumes, biscoitos, saladas, sucos naturais, iogurtes e vitaminas de frutas;
  • Se tiver indicação e prescrição, consuma o suplemento nutricional oral indicado pela nutricionista.

 

Consulta com a nutricionista

O Centro de Oncologia Campinas conta com uma nutricionista especializada no atendimento a pacientes oncológicos.

Para agendar uma consulta, informe-se na recepção ou clique aqui para agendar pelo WhatsApp.