Dia Mundial do Câncer aumenta a conscientização sobre doença

Dia Mundial do Câncer aumenta a conscientização sobre doença

O Dia Mundial do Câncer é comemorado todos os anos em 4 de fevereiro, com o objetivo de conscientizar a sociedade a respeito da doença e incentivar a prevenção e o diagnóstico precoce. A campanha é uma iniciativa da União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) e recebe apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A data foi criada a partir da Carta de Paris, documento formulado durante a Cúpula Mundial Contra o Câncer para o Novo Milênio, que aconteceu em Paris, capital da França, no dia 4 de fevereiro de 2000. O objetivo da Carta de Paris é promover a pesquisa sobre o câncer e preveni-lo, além de melhorar os serviços prestados aos pacientes e mobilizar a comunidade global.

Anualmente, a iniciativa busca aumentar a educação mundial sobre o câncer e promover o compartilhamento de informações sobre os seus diferentes tipos, bem como as formas de prevenção, diagnóstico e tratamentos disponíveis. A campanha também visa influenciar indivíduos a se mobilizarem pelo controle do câncer, para acabar com as injustiças e sofrimentos causados pela desinformação e evitar milhões de mortes a cada ano devido à doença, e também pressionar governos e líderes a promoverem políticas públicas, legislações, investimentos e inovações, fatores essenciais para acelerar os objetivos da campanha. Durante a data, também são realizadas pelo mundo várias ações e iniciativas de demonstração de apoio às pessoas afetadas pelo câncer.

O que é o câncer?

O câncer é uma doença que ocorre quando há um crescimento desordenado e anormal de grupos de células do corpo. Para todos os tipos de cânceres, com excessão da leucemia, essa anomalia pode formar um nódulo, chamado de tumor.

Os tumores cancerígenos são divididos em três grupos:

  • Tumores benignos: não são cancerígenos e raramente ameaçam a vida. Geralmente crescem vagarosamente e não se espalham para outras partes do corpo. Costumam ser formados por células similares às células normais e saudáveis. Serão um problema apenas se crescerem muito, causando desconforto ou prejudicando outros órgãos.
  • Tumores malignos: crescem rapidamente e podem destruir o tecido à sua volta. Células contaminadas podem se separar do tumor principal e se espalhar para outras partes do corpo, e continuam se dividindo e crescendo.
  • Tumores pré-cancerígenos: também conhecidos como pré-malignos, esses tumores apontam células anormais que podem evoluir e se tornar um câncer.

Se não forem tratados, os tumores podem crescer ainda mais e se espalhar pelo resto do corpo pelo fluxo sanguíneo e sistema linfático, podendo comprometer todo o organismo. No caso da leucemia, há proliferação descontrolada de blastos, células imaturas, no sangue e medula óssea, prejudicando a capacidade do organismo de combater infecções.

Dia Mundial do Câncer e covid-19

A campanha deste ano para o Dia Mundial do Câncer enfrenta ainda mais uma dificuldade: o coronavírus. Devido à preocupação com disseminação de covid-19, houve quedas no número exames de diagnósticos realizados, como a mamografia, e muitos pacientes decidiram não dar continuidade ao tratamento durante a pandemia.

Contudo, o atraso no diagnóstico e a interrupção do tratamento podem ter consequências negativas para o paciente e piorar o quadro clínico.

“A pandemia não muda a realidade do câncer. Por medo de se contaminarem, muitos negligenciaram a necessidade de dar continuidade aos exames preventivos e, assim, reduziram as chances de sucesso dos tratamentos”, explica o médico André de Moraes, do Centro de Oncologia Campinas (COC). “O diagnóstico tardio reduz significativamente as chances de melhores resultados no tratamento”.

Saiba mais: Disseminação do novo coronavírus atrasa diagnósticos e interfere nas chances de sucesso dos tratamentos

Dados sobre o câncer

Confira alguns fatos importantes sobre a doença:

  • 9,6 milhões de pessoas no mundo morrem de câncer todos os anos.
  • O câncer é a segunda principal causa de morte em todo o mundo.
  • 70% das mortes por câncer ocorrem em países de baixa e média renda.
  • Pelo menos um terço dos cânceres comuns são evitáveis.
  • Até 3,7 milhões de vidas poderiam ser salvas a cada ano pela implementação de estratégias adequadas de prevenção, detecção precoce e tratamento.
  • O custo econômico anual total do câncer é estimado em aproximadamente US$ 1,16 trilhão.

No Brasil, com uma população estimada em mais de 211 milhões de habitantes, foram registrados aproximadamente 560 mil casos de câncer em 2018, sendo mais de 243 mil mortes pela doença, o que corresponde a 43,5 % de fatalidade. Contudo, a prevenção, a detecção precoce e o tratamento adequado podem reduzir significativamente as mortes pela doença.

Prevenção

Mais de um terço de todos os cânceres podem ser prevenidos.

Uma forma de prevenção ao câncer é a redução da exposição a fatores de risco, como tabaco, alto consumo de álcool, obesidade, sedentarismo, poluição ambiental e radiação.

Ou seja, adotar uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos e evitar o consumo de substâncias prejudiciais ao organismo ajudam tanto na prevenção quanto no tratamento do câncer.

Além disso, determinados tipos de cânceres, como o de fígado e o de colo de útero, também podem ser prevenidos com a vacinação contra o vírus da hepatite B (HBV) e contra o papilomavírus (HPV), respectivamente.

Leia também: Para saúde mental, todo cuidado conta!

Detecção e diagnóstico precoces

Diversos tipos de cânceres podem ser identificados precocemente e, assim, aumentar consideravelmente as probabilidades de sucesso no tratamento. Quando ainda no início da doença, o tratamento costuma ter custos menores e ser menos invasivo, com menores efeitos colaterais.

Há exames acessíveis que ajudam a detectar precocemente o câncer do cólon, mama, cervical e oral. Para outros tipos de cânceres, há exames em desenvolvimento. Consulte seu médico e busque orientações.

Cuidado multidisciplinar no tratamento do câncer

Cuidar é muito mais abrangente do que curar. Para o sucesso do tratamento oncológico é necessário um olhar multidisciplinar, para avaliar e atender o paciente integralmente.

A abordagem Multidisciplinar é considerada pela OMS como um elemento indispensável para o bem-estar do paciente e de sua família. Com uma equipe que se integra totalmente ao paciente e seu tratamento é possível melhorar a qualidade de vida e oferecer uma boa saúde física e mental.

O Centro de Oncologia Campinas,  considerado um centro de referência no diagnóstico e tratamento do câncer, oferece o acompanhamento fisioterapêutico, nutricional, psicológico e com profissional de educação física para os pacientes em tratamento.

Se tiver dúvidas ou quiser se informar melhor sobre os diferentes tipos de câncer, diagnósticos e tratamentos, bem como as ações de nossa equipe multidisciplinar, entre em contato com a gente.