COC – Centro de Oncologia Campinas

Doações de alimentos ajudam famílias e obras da Paróquia Santa Mônica

A Paróquia de Santa Mônica, em Campinas, viu a crise econômica reduzir significativamente a quantidade de doação de alimentos que contribuem para o sustento de famílias em situação de vulnerabilidade e programas sociais. Também elevou o número de cadastrados atrás de ajuda, em razão do aumento do desemprego.

No dia 19 de maio, o Centro de Oncologia Campinas, por meio de seus pacientes, funcionários e colaboradores, aliviou as dificuldades que vieram junto com a pandemia. Cinquenta cestas básicas foram montadas a partir de doações e entregues à paróquia que leva o mesmo nome do bairro em que está localizada, em Campinas.

O padre Ronaldo Temoteo da Silva foi pessoalmente ao Centro de Oncologia Campinas receber as doações, agradecer pelo carinho dos que contribuíram e abençoar as dependências da unidade. “Deus é amor, está em cada ato de bondade”, afirmou o religioso. Segundo ele, até sábado, todas as cestas básicas doadas estarão nas mãos das quase 50 famílias cadastradas na paróquia.

“Há urgência de ajuda. A pandemia dificultou a vida de muitas pessoas, inclusive daquelas que costumavam nos ajudar”, explicou. “O Centro de Oncologia Campinas procura sempre meios de colaborar com a sociedade, seja com campanhas sociais, com orientação de saúde ou com doações de donativos. Temos essa missão”, disse o médico Fernando Medina.

A paróquia de Santa Mônica, além de atender moradores do bairro, também desenvolve um trabalho de assistência a um grupo de cerca de 15 famílias que vieram do Haiti e que ainda encontram barreiras de adaptação ao novo país.

“A comunicação é um problema. Eles não dominam nosso idioma. Têm muitas necessidades e também lutam para conseguir trazer para cá o restante da família que ficou no Haiti”, detalha o padre sobre o núcleo haitiano do Jardim Santa Mônica.

Quem quiser contribuir com as ações sociais da paróquia e com a integração dos haitianos, pode entrar em contato com a paróquia, pelo telefone (19) 3246-3398, de terça a sexta-feira, a partir das 13h30.

Leia também: Sábado sem Câncer: uma ação solidária que salva vidas

Realidade da fome no contexto da pandemia

Nos últimos meses de 2020, de acordo com o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, 19 milhões de brasileiros passaram fome e mais da metade dos domícilios enfrentaram algum grau de insegurança alimentar durante o ano passado.

Com o agravamento da pandemia nos últimos meses, esse número pode ser hoje ainda mais grave, potencializado pelas altas no desemprego e inflação.

Como forma de ajudar quem mais precisa, o Centro de Oncologia Campinas tem arrecadado alimentos não perecíveis para serem doados a pessoas em condições de vulnerabilidade. Os alimentos foram arrecadados durante a Campanha Sábado Sem Câncer, ainda em 2020, e também diariamente na unidade de saúde, com doações de colaboradores e pacientes.